»

Vénus em Fúrias

VÉNUS EM FÚRIAS é uma performance criada em contexto de uma pequena residência artística em Leiria.

Em 2009 tomámos conhecimento que a Nossa Senhora de Fátima iria visitar o Cristo-Rei, após 50 anos. E começámos a planear possíveis peregrinações, aparições e encontros de uma Vénus – sem nunca se ter materializado.

VÉNUS EM FÚRIAS FOI A VÉNUS POSSÍVEL! no contexto de 2019, como uma primeira parte visível de um projeto maior.
A ação performativa de caráter narrativo, remete para a condição do artista contemporâneo: a negociação da liberdade das suas ideias face à possibilidade de concretizar a obra; a precariedade das estruturas culturais com orçamentos insuficientes; a constante falta de solidariedade do entrepreneur cultural; o artista como último agente numa rede de intermediários.
O trabalho intelectual e o custo de produção da obra não é muitas vezes considerado e por conseguinte não contabilizado.

A ação é dividida em 4 partes – vida alegre, revelação, clausura, libertação – e estruturada na analogia entre história da aparição da Nossa Senhora aos três pastorinhos de Fátima e a Vénus de Milo.

15 de Junho de 2019 – Festival A Porta, Casa Plástica, Leiria

Texto: Rubene Ramos; Narração: Maria Pereira; Arranjo musical: João Cabaço

en

VÉNUS EM FURIAS is a performance, created in the context of a small artist residency in Leiria.

In 2009 we learned that Our Lady of Fátima was going to visit Cristo-Rei after 50 years. And we started planning possible pilgrimages, apparitions and encounters of a Venus – without it ever materializing.

VENUS IN FURIES IT WAS POSSIBLE VENUS! in the context of 2019, as a visible first part of a larger project.
The performative action of a narrative character refers to the condition of the contemporary artist: the negotiation of the freedom of their ideas in the face of the possibility of materializing the work; the precariousness of cultural structures with insufficient budgets; the constant lack of solidarity from the cultural entrepreneur; the artist as the last agent in a network of intermediaries.
The intellectual work and the production cost of the work is often not considered and therefore not accounted for.

The action is divided into 4 parts – joyful life, revelation, enclosure, liberation – and structured on the analogy between the story of the apparition of Our Lady to the three little shepherds of Fátima and the Venus de Milo.

15th June, 2019 – Festival A Porta, Casa Plástica, Leiria
Text: Rubene Ramos; Narration: Maria Pereira; Musical arrangement: João Cabaço